PEIXINHO

domingo, 22 de setembro de 2013

SINAL FECHADO...



Humilde pede um trocado
Sempre não
Vidro fechado
Olhar desconfiado...
Menino vadio
Sem casa
Sem comida
Dorme no chão
No meio da multidão...
Tanta gente
Ninguém lhe estende a mão
Nem um trocado
Nem um pão...
Seu nome é José
Mas pivete é chamado
Vive atoa tapeando a fome
Com restos de lixo
Imagina se deliciando
Com pastel coca cola
Sanduiche de mortadela
Bolo de chocolate
Até hambúrguer
Ele finge que é...
E assim vive pivete
Sua realidade
Fuga
Necessidade
Incompreensão
Só quero um pedaço de pão...
Menino sem culpa
Sem oportunidade
Solidão
Marginalização
Grito na noite
Só acusação...
Sociedade
Hipocrisia
Vergonha
É minha nação
Sou apenas um garoto
Que ninguém estende a mão...