PEIXINHO

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Momentos incandescentes






O sol me inspirou
A falar coisas de amor
E quando um dia te encontrar
Serei a lua a te encantar...

Nas tuas horas há de pensar em mim
Mesmo no frio da madrugada
Quando por minuto o sono fugir
Vai se agarrar ao travesseiro e sorri...

E em teus sonhos serei assim
Forte como a chuva explosiva
Bela como a luz das estrelas
Amante determinada impulsiva...

Nas manhas entrego-te meus anseios
Generosa nas noites frias
Em momentos incandescentes
Faço da nossa noite dia...




MEU LIVRO...MINHA PAIXÃO...



Sonhar sem Segredos- €11.00
(169 Páginas) 210x150
Sonhar sem Segredos traz texto poético onde expresso livremente as palavras, as emoções, os devaneios de adolescente... Aqui você poderá navegar na pureza das simples poesias escritas com muito carinho. O que considero ser um pedacinho de mim, a realização de um sonho antigo e guardado...
é meu sonhos começando a se realizar... obrigada DEUS   ..

Hoje desejei...




Casa no campo
Vegetação verdinha
Ar puro
Rio corrente
Silencio total
Só o grito da andorinha...
Gado pastando
Galinhas ciscando
Patos no lago mergulhando
Cavalo selado
Passeio flutuando...
Pássaros cantando
Sossego de tudo
Natureza esbanjando
Flores e insetos voando...
Cerca branquinha
Casa arejada
Rede na varanda
Eu preguiçosa largada...
Cozinha cheirosa
Pão fresquinho
Batata assada
Um gostinho de churrasco
Uma bela feijoada...
À tardinha que delicia
Céu nublado
Trovão gritando
Relâmpago brilhando
Chuva caindo
Meu gatinho sorrindo...

Enviado por irá rodrigues em 31/10/2012
Código do texto: T3961978
Classificação de conteúdo: seguro



Meio palhaça






Amo fingir ser criança
Brincar na rua
Correr descalça
Lamber um sorvete
Fazer pirraça...

No algodão doce me lambuzar
Ri sem medo de errar
Brincar na roda gigante
Esquecer-se de ser gente grande...

 Soltar balões coloridos
Sentir o vento bater no rosto
Nem ter pressa de ir embora
Deixar a vida lá fora...

 Deitar na grama comer pipoca
 O leite condensado derramando
Abusar de refrigerante
Deixar o dia radiante...

Pular corda na praça
Ir ao zoológico
Encantar-me com os macacos
Distribuir alegria
Ser criança
Ser palhaça...

Enviado por Irá Rodrigues em 31/10/2012
Código do texto: T3961903
Classificação de conteúdo: seguro



terça-feira, 30 de outubro de 2012

MEU JEITO DE SER





Embalei-me na ciranda do vento
Soltei as amarras
Enchi minha alma de música
Cantei dancei...

No canto voei
Fui ao por do sol
O encanto mais lindo
Descobri-me sorrindo...

De alam em beleza
Espalhando alegrias
Um novo dia para viver
No meu jeitinho de ser...

Minha alma vestida de rosa
Em sapatilhas amarelas
Dancei um balé
Fiquei sapeca na ponta do pé...

E foi assim que imaginei
Ir até onde meu sonho me levar
Aterrissar do mais delirante voo
Onde meu desejo pudesse ficar...

HORAS SOFRIDAS






Tristes horas mar sem fim
Azulada e morna aguas profundas
Que mistérios tu traz dos confins
Que melancólica deixa-me assim...

Rochedos escuros canto da noite
Composto de ilhas de formas iguais
Encanta-me ou mar ou lua
Já não tenho certeza sou tua...

E nesse encanto adormecido
Semearei minha tristeza
Regando-te com lagrimas
De momentos e horas sofridas...

Enviado por irá rodrigues em 30/10/2012
Código do texto: T3960161
Classificação de conteúdo: seguro

RESPEITEM OS DIREITOS AUTORAIS...