PEIXINHO

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Dueto Irá e Sepúlveda





• Meio apreensiva tentei escrever
O papel na mesa a mente vazia
Acho que esqueci que não sou poeta
Sou mesmo aprendiz da poesia...

Que delicia aconteceu
Fui à beira do mar uma frase surgiu
E na areia mesmo deixei gravar
Versos e versos com jeitinhos de amar...

Que bom procurar nas ondas do mar
E junto da praia poder caminhar…
Dá-nos paz e calma, traz inspiração
Muito nos alegra nosso coração

Se algum dia, amiga, tristeza vier,
Ficares assustada ou apreensiva
Vem junto do mar, esteja quem estiver,
E nesse ondular tu terás guarida…

Dueto Irá Rodrigues e José Sepúlveda