PEIXINHO

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

FOI ASSIM...








O meu prazer num instante caiu
Num momento de felicidade
Vi a alegria fluir para a tristeza
Ódio amor tudo incerteza...

Meus versos ricos de paixão
Transborda do prazer a dor
Uma hora me eleva
Outra me arranca o amor...

Hoje, realidade sem alegria.
Os sonhos se acabam
A cortina se fecha
O espetáculo virou ironia...

Enviado por Irá Rodrigues em 03/01/2013
Código do texto: T4065765
Classificação de conteúdo: moderado
Poemasdemulher.blogspot.com