PEIXINHO

terça-feira, 26 de março de 2013

UMA VEZ SÓ É POUCO







Se a vida é um pingo de chuva
Um quase nada, um despertar de emoção.
Para dizer que te amo
Num lapso de paixão...

 Amar-te ao nascer do sol é pouco
Se logo vem a noite e te leva de mim
Vem um novo dia e me mostra um poema
É tempo que se vai meu amor vira um dilema...

Amar-te uma vez só é pouco
Tudo logo se vai se esvai
Meu amor perde a vida, vira ilusão.
Porque fugaz é toda essa paixão...

Fica no corpo de uma saudade
Pedaços de um coração que geme de dor
São momentos vividos de hora esquecida
É tempo que deixa uma paixão sofrida...

Escrito por irá Rodrigues
Código do texto: T4188330
Classificação de conteúdo: moderado



proibir a cópia, reprodução, distribuição, exibição, criação de obras derivadas e uso comercial sem a sua prévia permissão.A proteção anticópia é ativada.