PEIXINHO

sábado, 14 de dezembro de 2013

NATAL!




Como falar sem relembrar meu passado
A minha infância onde era tudo tão simples
Cartinhas penduradas em árvores
Luzes só das estrelas no céu
E a espera do velhinho Papai Noel...

A noite de Natal a família se reunia
Primeiro na igrejinha
Onde era feito as orações
O amor e a paz inundavam os corações...

E logo que terminavam
Era hora de degustar doces fritos
Criança não tomava vinho
Mas tinha os sucos e bolinhos...

Antes de dormir era hora de colocar os sapatinhos
E quando o dia raiva era aquela correria
Todos queriam ver o seu presentinho...

Era tudo muito simples
Uma fita uma meia
Tudo que recebia
A gente agradecia...