PEIXINHO

sábado, 13 de julho de 2013

MANHA DE DOMINGO...






Abro a janela
Um temporal de emoções
Era cheirinho de chuva
Caindo toda embolada
O tempo fechou
O sol nem se atrevia a sair
Esse cheiro de terra molhada
Deixa-me assim toda faceira
Olho de volta minha cama quentinha
Meu corpo estremece
Sinto a leveza de um abraço
O toque suave na pele
Estremeço
Deixei a chuva lá fora
Voltei para a cama
Aquele cheirinho de chuva
Faz a gente ficar assim
Quietinha sem vontade de sair.