PEIXINHO

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

PREFÁCIO DO MEU LIVRO








Conheço a Irá Rodrigues há já algum tempo, se é que o tempo é assim tão fácil de medir nas Redes Sociais, porque é daí que a conheço.
Estes conhecimentos são muito intensos, porque não se limitam a uma hora de conversa ao fim da tarde, ou a um jantar ao domingo.
Aqui as pessoas vão-se conhecendo todos os dias e quando nasce uma empatia, como foi o caso, pode transformar-se em muitas horas de conversa diária e uma partilha de vidas e sonhos.
Encontrei-a por aí e convidei-a para o meu Grupo de Poesia. Foi assim que tomei conhecimento do sonho desta mulher, brasileira, formada em geografia, professora aposentada, que dedica o seu tempo á família, amigos, viagens e fazer o que mais ama; ler bons livros e escrever poesia, editar o seu próprio livro.
É uma mulher que adora o mar, de riso franco e aberto, que escreve com a alma exposta e muita paixão, “escrever para mim não é viver cada relato, mas viajar além da imaginação, é realizar-me através da poesia” como ela diz.
Eu tinha acabado de lançar o meu livro e convenci-a que o seu sonho era possível, como eu era o exemplo.
Se não conseguiu editar no Brasil, porque não tentar em Portugal? E falei-lhe da Pastelaria Studio Editora.
Não foi fácil para ela vencer o medo da rejeição. Mas o seu sonho era muito mais importante, e aí temos o “Sonhar Em Segredo” que vai deixar de o ser e pelo qual eu tenho uma pequena quota-parte de responsabilidade.

Agora cabe aos leitores manuseá-lo, sentir-lhe o cheiro e os sabores, desta poesia com açúcar.

- Joaquim António Godinho