PEIXINHO

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

ACALMA-TE MAR





Vem despir-te de tuas ondas
Deixa nua a areia tranquila
Em meus passos desnudos
Deixa-me vagar á mercê
Logo vai escurecer...

Em meus lábios carnudos
O gostinho de maresia
Em minha alma fria e gelada
Só desejo e poesia...

Sou mulher vinda do mar
Desabrocho deixo aflorar
Esse desejo de te
Esse meu jeito de amar...
Enviado por irá Rodrigues em 09/11/2012
Código do texto: T3977171
Classificação de conteúdo: moderado