PEIXINHO

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

NUA DE PELE DOURADA





Emergi das profundezas
Corpo em chama
Desejos de mim
Loucura que clama...

Muda para o mundo
Gritante na alma
É pujança explodindo
É amor que me acalma...

É desejo exigindo
Querendo-te impotente
Ora terno como o vento
Ora ardente explodindo...
Em movimentos lentos
Conduz-me ao êxtase
Daquele jeitinho agradável
Numa busca incansável...

Puni-me pelo desejo
Prende-me toda em você
Que me importa essa prisão
Quer-se morrer de prazer...

E no latejar do meu corpo
Cai chuva de delírios
É coração gemendo
É sabor de beijo te querendo...

É renascer das águas
É sereia é profana
É mulher adorada
Nua de pele dourada...


VISITE, LEIAM, MAS RESPEITEM OS DIREITOS AUTORAIS:  IRÁ RODRIGUES..