PEIXINHO

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

POBRE ANIMAL






No meio do transito vai ele passando
Triste cabisbaixo
Carroça pesada
E ainda vai ele levando pancada...
 Num trote rasteiro
O corpo velho não aguenta
Ninguém nota a estupidez
Que aquele infeliz enfrenta...
Cansado ele empaca
Nem uma passada a frente
Manso ele vai levando
Muito mais inteligente
Que o homem que sem noção
Chama-lhe de burro demente...
Esse pobre animal
Pode até não ter pensamento
Mas é nobre em sentimento
Muito mais do que aquele
Que lhe chama de jumento...

Enviado por irá Rodrigues em 12/11/2012
Código do texto: T3982109
Classificação de conteúdo: seguro