PEIXINHO

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

AMANTE DA POESIA



.






Em cada passo que dei
Recolhi farrapos da alma
Em papeis desbotados
Fiz versos remendados...

Rimei amor com dor
Momento com encantamento
Esqueci-me de rimar
O meu jeito de amar...
Deixei retalhos de mim

Na alma dos apaixonados
Entre desejos e paixão
Gravei versos de emoção...

E nesses passos que dei
Na correnteza do vento
Tracei frases espalhei
Deixei vagando no tempo...

Na ânsia de realizar
Pedi clemencia
Fui amante da poesia
Fui à verdadeira magia...
Enviado por Irá Rodrigues em 05/11/2012
Código do texto: T3970151
Classificação de conteúdo: moderado