PEIXINHO

terça-feira, 16 de julho de 2013

FOI ASSIM






Sai na rua
Desenhei versos
Nos cantos vazios
Na correnteza dos rios...
Gritar para aqueles
Que morrem de medo
De explodir sua paixão
Na ânsia da sedução...
De pintar a tela
Com as cores da vida
De dizer eu te amo
No retorno da ida...
Explodir para quem deixa
A vida passar
O sorriso sumir
Na certeza do ir...
Que não perde o orgulho
Desse medo tão grande
Que nem cabe
Num velho embrulho...



Enviado por Irá Rodrigues em 27/10/2012
Código do texto: T3955176
Classificação de conteúdo: seguro