PEIXINHO

segunda-feira, 15 de julho de 2013

CONTO DE AMO






AMOR DELIRANTE   Parte inferior do formulário

O coração de Lara estava radiante, não podia mais esconder de si própria o quanto estava loucamente apaixonada por um homem mais novo. Um sentimento contagioso e ao mesmo tempo o medo de ser rejeitada.
Depois de passar metade da sua vida em lúgubre solidão pela primeira vez sentia despertar o desejo de amar e ser amada de viver intensamente uma louca aventura e nada iria impedir de curtir essa adorável paixão que invadia seu coração de forma ousada...  Era noitinha sentada na janela do seu quarto Lara sonhava encantada olhando a lua radiante...
Meu sentimento, meu doce amor, vai a você me ligar a te entregar esse desejo que brota do meu coração, essa ardente e sublime paixão que aos poucos se inclina para os meus braços atraindo-me para o âmago do prazer, em você meu doce amor faremos um só eu em você para sempre. Amor esse meu coração despertou, ai de mim quantos pensamentos doces que doce desejo trouxe-me. Quando olho os lábios teu entreaberto só tem o desejo de ser tomado em teus braços ser beijada repetidas vezes. Esses pensamentos fizeram o coração de Lara palpitar fortemente, estava loucamente apaixonada.
A atmosfera do quarto parecia explodir com o calor do seu corpo os pensamentos haviam atiçado a chama que queimava dentro do seu ser, quando uma doce brisa beijou seu rosto despertou daquele devaneio suspirando se despiu completamente enfiou-se embaixo dos lençóis, precisava dormir para logo amanhecer e com seu amado estar... Amar é ter as mais loucas fantasias e seu Júlio sabia muito bem satisfazer os desejos que consumia. Por muitos anos neguei meus desejos no recesso do meu ser, mas naquela manha enquanto aguardava o manobrista trazer seu carro enquanto saia de uma festa deparou-se com o homem mais encantador que no primeiro olhar sente que seu corpo  estava descobrindo as suas necessidades reais. O homem se aproxima e num leve toque em seu braço mostra que seu corpo é a harpa da sua alma que anseia para criar a mais bela canção e emitir os mais delirantes sons preso na garganta. De inicio Lara achou que ele era muito ousado e atirado.
Mas  diante daquele sorriso contagiante ela se rende  aos encantos daquele deus grego. E Júlio sabia  muito bem satisfazer os desejos de uma mulher sedenta de desejos...
Sem perder mais tempo na sua vida lá estava ela no apartamento luxuoso dele. Foram loucuras incandescentes, no terraço arrancaram as roupas entre suspiros e delírios, fizeram amor ali mesmo no chão. Separavam-se e logo estavam dentro da banheira espumante, o jogo de sedução não cansava apenas deixavam com mais tesão dispostos a apagarem as chamas que os consumiam, eram sensações nunca imaginadas por Lara, foram dias gloriosos faziam amor em plena madrugada, no meio da sala lareira acesa a chama do desejo consumindo um vinho gelado, corpos despidos brilham iluminados pela luz do luar que invadia a sala , as sombras magnificas criadas na parede escura, era um entrelaçar de corpos ora ela ficava por cima ora por baixo, era amor liberal esqueciam as horas perdendo os limites, sexo sem culpa sem tabu tipo perfeito onde se esquece os defeitos numa entrega total entre beijos e caricias ousadas uma sensação maravilhosa invadindo o corpo ali se sentia poderosa capaz de libertar as mais loucas formas de dar prazer e num jogo sensual participava das enlouquecidas posições... O corpo úmido cabelos encharcados o gozo compartilhado...
Adormeceram abraçados, na manha cedinho depois de tomarem banho e se servirem de um delicioso café resolveram passar o final de semana nas montanhas, siaram sem destino pegaram qualquer estrada a vista  encontraram uma cidadezinha esquecida ao pé de altas montanhas pararam para abastecer o carro e resolveram passar a noite num hotelzinho rustico e aconchegante sem pressa sem passado sem futuro a única coisa ali era a felicidade e o desejo que os consumia, foram para um quarto todo florido parecia decorado para os amantes, depois de banho tomado saíram para jantar, foram momentos descontraídos onde falaram de coisas banais:
- aqui é lindo passaria minha vida nesse lugar falou Lara com olhar sonhador;
Olharam numa mesma direção a cumplicidade já fazia parte da vida dos dois e quando dois olhares seguem uma mesma direção e buscam o mesmo objetivo estão prontos para dividirem segredos sonhos e ideais e foi assim que retornaram para o chalé onde queria se amar sem pressa, mas com a certeza de que tudo estava valendo viver;
Abraçados caminhavam na noite fria Lara olhou para ele e sorrindo imaginou  uma forma de se entregar aquela noite com toda a seiva de seus delírios em movimento e no calor do seu corpo excitá-lo ao ponto de tê-lo a noite inteira e quando ele apertou seu corpo ao dela sentiu-se tremula com o toque das mãos em seus ombros suspirou e sem se conter sussurrou em seu ouvido:
- já estava esquecendo a sensação gostosa que sinto no contato do teu corpo me tocando...
--Júlio riu e apertou ainda mais sem dizer nada apressaram os passos em direção ao quarto. Aflitos assim que fechou a porta a explosão tomou conta dos dois, foi a melhor descoberta, em cada toque estremecia a excitação instantânea provocava sensações até ali desconhecidas e quanto mais se amavam Lara imaginava como viveu quinze anos da sua vida casada sem nunca ter descoberto o amor pleno e sim momentos frustrados que preferia apagar da sua mente...
E foi Júlio bem mais jovem que no primeiro beijo a primeira caricia levou ao delírio sem volta, agora sim ela sabia o que era na verdade uma bela e deliciosa relação amorosa...
---você é sensacional! A mulher que todo homem sonha em ter em sua cama sussurrou ele ao seu ouvido enquanto explorava seu corpo com sua boca sedenta de desejos. E pediu que ela ficasse a sua frente de pé junto à cama enquanto queria devagar deliciar-se em cada centímetro daquele corpo em chamas até vê-la perder o folego de tanto prazer, e quando seus lábios tocaram entre suas coxas o prazer foi delirante. Lara por muitos anos acreditou que amor não se relacionava com sexo, ali nos braços daquele homem ela tinha certeza que fazer amor não é um ato puritano e sim uma forma de ter e dar prazer, uma troca de corpos que proclama seu amor eterno e exclusivo...
E quando Júlio tocou entre suas pernas com a língua avida de desejos Lara sentiu desfalecer, o mundo girar a sua volta e sem controle atinge o clímax total deixando-o louco de tesão, e num movimento sensual ele passa a tocá-la com mais ousadia, ela  abre suas pernas e deixa ser explorada com doçura do seu amante..
Adormecem e ao raiar do dia partem para as montanhas onde desejam ficar se amando sem pressa... Enquanto ele dirigia a outra mão explorava os contornos delicados das pernas de Lara, ela se deliciava e em segundos sentiu calor e arrepio o desejo ao mesmo tempo queria fazer amor ali mesmo no carro... Não resistia e forçando para que ele parasse o carro numa frondosa sombra ele abraçou com carinho os beijo que ele deu dessa vez ainda mais quente e cheio de tesão foi suficiente para ela implorar  e sem pensar ele a deitou no banco e sem pedir arrancou-lhe a roupa...extasiado olhou meus seios volumosos e deliciosamente sugou com fúria faminta os mamilos arrepiados pelo desejo que transbordava de dentro, o som  tocava uma musica romântica enquanto queimávamos de loucuras e êxtases...
Podia sentir seu desejo quando ele roçava em mim, agarrei-me como louca mordiscando lhe a orelha, arranhando as costas enquanto ousadamente deixava minhas mãos deslizarem no cós de sua bermuda até a área mais deliciosa daquele corpo escultural foi quando ele explodiu num gemido louco e sem perder tempo beijou todo o meu corpo até levar-me a loucura quando me agarrando pela cintura passou a penetrar sua língua com fulgor e desejo selvagem beijando lambuzando-me eram gemidos abafados eram desejos explodindo...
Pela primeira vez participei dos melhores momentos de um amor sem fronteira sem vergonha um amor de troca queria parar o tempo enquanto admirava meu corpo sensualmente me provocando até já não aguentando mais implorei para me possuir estava delirando enquanto ele gentilmente dividia toda magia comigo, o gozo veio de forma explosiva no final quase desfalecíamos de tanto prazer. Aproveitamos o resto do dia nas sombras a beira de um lindo lago, dançamos, namoramos muito tivemos a mais deliciosa transa que alguém jamais imaginaria ter num lugar exótico no meio do nada...
E mais uma vez deixei acontecer... Nunca tinha pensado que poderia ser tão gostoso aquela tempestade de desejos, tesão e loucuras e antes de chegar ao orgasmo pela terceira vez, sob o tapete macio de folhas secas se sentiram saciados e agarradinhos adormeceram. Antes que o dia terminasse Lara se assustou ao deparar com o olhar guloso de Júlio que observava seu corpo despido ela apenas rio e foi tomada de desejos quando a língua quente penetrou sua boca e percorreu orelha, pescoço e em cada toque sentia queimar suas entranhas...
Saciada Lara ficou admirando aquele lugar enquanto Júlio dormia ao seu lado cansado das horas de amor e loucuras...
Sou uma nova mulher estou amando a pujança da minha vida a liberdade o prazer imenso de acordar ao lado de um homem emergir completamente do casulo que me colocaram, quero viver a metamorfose completa de uma mulher amada quero viver esse amor o meu desejo oculto...
Júlio despertou e sorrindo virou-se para Lara:
-- é impossível não querer você não desejar seu corpo querer você comigo nas noites, no café da manhã  nos meus desejos de homem  amo você e nem sei explicar quero você sentir o cheiro da tua pele no meu corpo  o toque das tuas mão explorando-me desejando-me... Muitos outros momentos ainda seriam vividos, as explosões de amor compartilhado, contudo não era a formula para fortalecer esse grande desejo que os consumia, seria algo muito maior para superar o insaciável prazer que sentiam, era algo incondicional que se define como AMOR...

Publicado na coletânea BEIJO DE BICO pela Pastelaria Estúdios Editora