PEIXINHO

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Certeza/Dúvida





Sou a poesia que fala no por do sol
Amor em versos recheados de certeza
Sou eu e tu vagando na rua
Desejos de mar segredos da lua...

Sou eu em mil versos cantantes
Somos amores ressurgindo a ribalta
Sou eu em você
Aconchego que acalma...
---
Sou o talvez poeta, que sempre teve dúvidas.
O que nunca sabe bem para onde vai
Sou incerteza e rebeldia em contraponto
A tristeza disfarçada de alegria

Sou o que ama a lua cheia do meu céu
Um raio de sol numa manhã fria de inverno
O que anseia ver o mar, do outro lado.
Sou metade de mim, e outro tanto de saudade.

Ira Rodrigues & Joaquim Godinho
09/05/2013
Código do texto: T4282473
Classificação de conteúdo: moderado