PEIXINHO

segunda-feira, 17 de junho de 2013

A BRISA









A brisa brincou
Acariciou minha face
Um arrepio
Uma nostalgia
Atrapalhou-se subiu
De longe se avistava
O reboliço que faz
Fazendo coqueiros dançar...
A brisa sorriu
Fez reviravolta
Avançou para o mar
Fez ondas se requebrar
Fez barquinhos revirar
Os sufistas que gostaram
 Da força que vem do ar...
Ao longe observava
As peripécias da brisa
Rodou, rodou
Ficou forte
Virou vento
Dançou no mar sereno
Ganhou força
Cresceu
Virou vendaval
No ritmo da melodia
Assustou
Viu o medo dos banhistas
Sorriu
E logo voltou a ser brisa...