PEIXINHO

quarta-feira, 19 de junho de 2013

DESCOBERTA




Descobri-me menina
Escrevendo versos soltos
Cabelos livres ao vento
Largada no vazio do tempo...

Corpo angelical
Com sutileza de menina
De repente quanta surpresa...

Desperto mulher
Em versos sensuais
E brinco de ser poeta...

No melhor estilo
Canto o amor profundo
Feito bem me quer mal me quer
A menina ficou mulher...

Tento mostrar nos versos
O meu lado infantil
Mas só sei escrever o amor
Com espirito sonhador...

Sem perceber que distante
Ainda vive uma menina
De repente no amanhecer
Desabrocha uma mulher...

Foi nos versos que te encantei
Foi nos versos que suspirei
Os suspiros do amor
Que nos versos te entreguei...

Ensaio para ser menina
Mas desejo ser mulher...