PEIXINHO

quarta-feira, 19 de junho de 2013

SEM VERGONHA






Com olhar esbugalhado
Olha de lado
Vira-se do outro
Grita maravilhado...

Sai do buraco
Ajeita-se folgado
Sacode-se
Tira poeira
Olha o queijo
Fica empolgado...

Olha impaciente
Com medo que venha gente
Sobe na mesa
Faz carinha de carente...


Mexe remexe
Dar umas voltinhas
Empina o nariz
E dar aquela cheiradinha...

Não sabe se saboreia
Ou engole a própria  gula
Se empantufa com ansiedade
De barriga estufada
Sai em disparada...

Ratinho sem vergonha!

De Irá Rodrigues – 19/06/2013
http://poemasdemulher.blogspot.com.br/