PEIXINHO

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

CANTO Á AMIGA



21 de Agosto de 2012 20:09
CANTO À AMIGA!

I nocência no olhar, doce ternura,
R iso solto a doar, toda alegria,
Á guia és ao defender tua cria:
- Tão suave e até forte bravura!

R osas, dálias, flores, és candura...
O ntem, hoje, pra sempre, todo dia...
D e sorriso nos lábios, contagia...
R ios e mares, pois queres uma aventura!

I gual a ela, tão amiga assim, não existe!
G rande e bela poetisa, és tão pura!
U ma tela em poesia, tua doçura!

E xalando no ar, és só formosura...
S empre a mergulhar nessa loucura...
És poeta completa: - Vai! Resiste!

Soneto acróstico para a amiga e poetisa Irá Rodrigues pela passagem de seu aniversário!

© SOL Figueiredo
21/08/2012 – às 19:15h