PEIXINHO

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

ACALMA





Se chover sou a lagrima que escorre
Que molha a vida corre no mundo
Sou a água que se perde na terra
Sou o rio que enche em segundo...

Sou semente que brota da vida
Se tiver chão sou raiz
Sou alimento da tua sede
Sou teu riso sou feliz...

Sou a certeza do medo
Porta aberta se quer entrar
Sou a luz que procura
Sou a voz que quer calar...

Sou espelho do meu ser
O silencio na minha voz
A palavra esquecida na alma
O desejo que te acalma...