PEIXINHO

terça-feira, 9 de outubro de 2012

SOU A NOITE



Sou a explosão da noite
Sou a lua se exibindo no mar
A alma desprovida
Lua doce mulher atrevida...
Sou as ondas que a noite se enfurece
A metade de terra e mar
Calmaria do amanhecer
Delírios no entardecer
Quando o sol se vai
Deixando um caminho vazio
Para logo a lua se exibir
Cheia de volúpia
De hálito quente
E desejo eloquente...

 De IRÁ RODRIGUES