PEIXINHO

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Meio palhaça






Amo fingir ser criança
Brincar na rua
Correr descalça
Lamber um sorvete
Fazer pirraça...

No algodão doce me lambuzar
Ri sem medo de errar
Brincar na roda gigante
Esquecer-se de ser gente grande...

 Soltar balões coloridos
Sentir o vento bater no rosto
Nem ter pressa de ir embora
Deixar a vida lá fora...

 Deitar na grama comer pipoca
 O leite condensado derramando
Abusar de refrigerante
Deixar o dia radiante...

Pular corda na praça
Ir ao zoológico
Encantar-me com os macacos
Distribuir alegria
Ser criança
Ser palhaça...

Enviado por Irá Rodrigues em 31/10/2012
Código do texto: T3961903
Classificação de conteúdo: seguro