PEIXINHO

sábado, 6 de outubro de 2012

MEU FARO POÉTICO




Quando meu faro poético
cheio de amor penetrar
Estarei fora do solar
E nas bandas de cá só quero amar...

Olhem bem gatinhas
Nem pensem em enrolar
Daqui mesmo posso ficar
Vigiando o solar...

Agora só quero folgar
Levanto e admiro o sol
Todo preguiçoso e folgado
Volto a me enroscar
E nas cobertas quero ficar...

 Cuidem bem do solar
Enquanto por cá
O chefinho só quer namorar
Nem pense achar que é mal
Um chefe também pode
Despertar seu lado animal...