PEIXINHO

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

NOITE DE HALLOWEEN









Na minha vassoura de palha
No meu sádico sorriso
Voarei bem além do mar
O feitiço de bruxa vai me apoiar...

Ainda que se limite a me receber
Até criança quero assombrar
Bem do alto posso enxergar
Aqueles que vou enfeitiçar...
 Juro ser uma bruxinha faceira
Não sou bruxa de escuridão
Nem moro com morcego
Prefiro uma cama gostosa
E ficar no meu sossego...

Mas uma pequena maldade
Essa sim eu vou fazer
Umas aranhas formosas
E uma bruxinha dengosa...
Abóboras com cara enfezada
Uma velinha acesa
Faz do cenário da noite
A magia da feiticeira...
E assim vou ser bruxinha
Na floresta vou  morar
Uma casinha gostosa
Para a lua me encantar...
Nada de caldeirão fervendo
Nem fumaça de chaminé
Quero ser poderosa sentar na janela
Com cheirinho de canela
Sou bruxinha donzela...